Sindicato Unido e Forte


    Carta aberta aos usuários do SUS, às trabalhadoras e aos trabalhadores da saúde pública  
    Autor: por Redação SindSaúde-SP
    18/03/2020



     
    Usuário, trabalhadora e trabalhador da saúde, estamos seguindo a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e decidimos suspender os atos e as manifestações da nossa greve geral, que seriam realizados no dia 18 de março, por conta dos riscos de transmissão do Coronavírus. 
     
    Mas não podemos nos calar diante de tantos ataques ao serviço público. Entre eles, está a Emenda à Constituição número 95, de 2016, que condenou a população, pois limitou o orçamento para saúde e educação e acabou com novos investimentos nessas áreas. 
     
    O momento que atravessamos requer um maior investimento, como a contratação de mais profissionais, mais equipamentos de proteção individual (luva, máscara, avental e óculos), que são materiais necessários para atender adequadamente aos pacientes com qualquer tipo de doença respiratória, sem contar o álcool em gel 70%. 
     
    Desde que a emenda entrou em vigor, vemos o aumento dos casos de dengue e só no início deste ano foram registrados mais de 61 mil casos em São Paulo, na contramão, o governo do estado extinguiu 14 sedes e setores da Sucen, órgão que faz o controle do mosquito transmissor. 
     
    Além disso, neste fim de semana, vimos a disparada de casos de Coronavírus aqui no Brasil e, a cada dia, o número de casos confirmados está só aumentando. Por isso, exigimos a suspenção da Emenda à Constituição 95.
     
    Nós já sofríamos com a falta de investimentos na saúde, e com essa emenda, o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS) está cada vez mais prejudicado. Faltam medicamentos, profissionais de saúde, leitos e faltam equipamentos para realização de exames, entre outros. Além disso, a falta de investimento compromete os institutos que são os principais responsáveis pela produção de vacinas, medicamentos e pesquisa para o controle de vários tipos de doença.
     
    Não podemos permitir que acabem com a saúde pública sob a justificativa econômica, até porque sabemos que isso tudo é um pano de fundo para realizar privatizações.

    Nossa luta é em defesa do SUS, da população, das trabalhadoras e dos trabalhadores públicos da saúde.









Ao clicar em enviar estou ciente e assumo a responsabilidade em NÃO ofender, discriminar, difamar ou qualquer outro assunto do gênero nos meus comentários no site do SindSaúde-SP.
Cadastre-se









Sim Não